13.6.05

amote sem tracinho





crash into me . 1999
Instalação (duas camisas de algodão, cabides de madeira)
I Dimensões variáveis.

Se pensarmos que a roupa é uma segunda pele, simbolicamente podemos unir corpos utilizando a costura como auxiliar dessa união. ”O mistério do dois em um, o prodígio de reunião dos sexos, em que a natureza gera o único” in Maria Filomena Molder, Quartos Duplos / Chambres Doubles, FCG, CAM, Set-Dez. 1996, p.


(Este projecto surgiu a partir da música de Dave Mathews Band "crash into me".)

4 comentários:

Sandra Pereira disse...

Muito bom o conceito versus concepção.
E sendo muito pragmática não me importava nada de ter umas iguais para vestir. ;):D
Sempre a surpreender-me "Senhora Dono Ana". :)
Sandra

Rosa disse...

Que lindo que é, Ana...

Acabei de por num post o link de que te falei ontem. Beijinhos!

sonia disse...

olha que ficou mesmo bem! mataste-me a curiosidade.
outra coisa... o teu blog cada vez esta mais bonito e interessante. do melhor!
jinhos

Milva disse...

estoy fascinada con tu blog.. puedo tomar prestados algunos personajes???
besitos